DESEMPENHO DE PROGÊNIES DE AÇAIZEIROS PROVENIENTES DE DUAS PROCEDÊNCIAS AVALIADAS PELO GRÁFICO DE CAIXA

Gilberto Ken-Iti Yokomizo, George Reis dos Santos, Renan Gomes Furtado, Ancelma Pereira Brandão, Irecê Bezerra Colares

Resumo


Um importante componente da dieta alimentar dos habitantes ribeirinhos e nas cidades do Amapá e Pará é o açaí, havendo também o interesse em outras regiões e países. São, portanto, importantes as pesquisas visando seleção de materiais superiores para suprir a crescente demanda de consumo. No presente estudo foram comparadas, no campo experimental de Mazagão, da Embrapa Amapá, 75 progênies da região do município do Afuá, PA com 100 progênies da região leste da ilha de Marajó, PA. O experimento foi instalado em blocos ao acaso com duas repetições, sendo avaliados os caracteres: quantidade de estipes adultas, quantidade de estipes jovens, quantidade de rebentos, altura de planta adulta, altura de planta jovem, circunferência do estipe mais velho, circunferência média das estipes jovens, número de cachos, comprimento do entrenó e quantidade de folhas. Os resultados indicaram desempenhos diferentes entre as procedências para todos os caracteres avaliados. As procedências oriundas do Afuá apresentaram valores superiores às do Marajó, excetuando-se apenas a quantidade de rebentos. O número de folhas foi o único caráter que não apresentou diferenças. Foram observados valores nos extremos dos gráficos de caixa que apresentam progênies com potencial para serem selecionadas. O gráfico de caixa demonstrou ser um instrumento eficiente para distinguir as duas procedências. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALLARD, R. W. 2001. Principles of plant breeding. New York: John Wiley & Sons Press, 264p.

CLEMENT, C. R. 1992. Domesticated palms. Principies, Lawrence, v.36, n.2, p.70-78.

CRUZ, C. D. 2006. Programa Genes: Biometria. Editora UFV. Viçosa (MG). 382p.

FARIAS NETO, J.T.; MULLER, A.A.; OLIVEIRA, M. S. P.; ESPIRITO SANTO, D. E.; SILVA, M. A. 2003. Variabilidade genética entre duas procedências de açaizeiro (Euterpe oleracea Martus). Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, v.46, p. 97-104.

FARIAS NETO, J. T; OLIVEIRA, M. S. P.; SANTOS, N. S. A.; MULLER, A. A.; NOGUEIRA, O. L.; ANAISSI, D. F. S. P. 2005. Variabilidade genética em progênies jovens de açaizeiro. Cerne, Lavras, v.11, n.4, p.336-341.

FARIAS NETO, J. T; RESENDE, M. D. V.; OLIVEIRA, M. S. P.; SANTOS, N. S. A.; CANUTO, E. L.; NOGUEIRA, O. L.; MULLER, A. A. 2007. Avaliação genética de progênies de polinização aberta de açaí (Euterpe oleracea) e estimativas de parâmetros genéticos. Cerne, Lavras, v.13, n.4, p.376-383.

IEMMA, A. F. 1992a. VI. Parâmetros que descrevem a posição ou a tendência central In: IEMMA A.F. (Ed.) Estatística descritiva. Cap.VI, p.87-107.

IEMMA, A. F. 1992b. VIII. Outros parâmetros e aplicações In: IEMMA A.F. (Ed.) Estatística descritiva. Cap.VIII, p.123-136.

JARDIM, M. A. G.; MACAMBIRA, M. L. J. 1996. Biologia floral do açaizeiro (Euterpe oleracea Martius). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Série Botânica, Belém, v.12, n.1, p.131-136.

LANE, D. M. 2010. Describing Univariate Data. Disponível em : Acesso em 28/10/2011.

MONTGOMERY, D. C. 1991a. Simple comparative experiments In: Montgomery, D.C. (Ed.) Design and Analysis of Experiments 3ª ed. John Wiley & Sons Inc. Singapore, cap.2, p.14-49.

MONTGOMERY, D. C. 1991b. Experiments with a single factor: The analysis of variance In: Montgomery, D.C. (Ed.) Design and Analysis of Experiments 3ª ed. John Wiley & Sons Inc. Singapore, cap.3, p.50-94.

OHASHI, S. T.; KAGEYAMA, P. Y. 2004. Variabilidade genética entre populações de açaizeiro (Euterpe oleracea Mart.) do estuário amazônico. In: MOURÃO, L.; JARDIM, M. A.; GROSSMANN, M. (Eds.) Açaí: possibilidade e limites em processos de desenvolvimento sustentável no estuário amazônico. Belém: CEJUP, p.11-26.

OLIVEIRA, M. S. P.; CARVALHO, J. E. U.; NASCIMENTO, W. M. O.; MÜLLER, C. H. 2002. Cultivo do açaizeiro visando a produção de frutos. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 51p. (Embrapa Amazônia Oriental. Circular técnica, 26).

OLIVEIRA, M. S. P.; FERREIRA, D. F.; SANTOS, J. B. 2006. Seleção de descritores para caracterização de germoplasma de açaizeiro para produção de frutos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.41, n.7, p.1133-1140.

OLIVEIRA, M. S. P.; LEMOS, M. A.; SANTOS, V. F.; SANTOS, E. O. 2000. Correlações fenotípicas entre caracteres vegetativos e de produção de frutos em açaizeiro. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v.22, p.1-5.

OLIVEIRA, M. S. P.; FERREIRA, D. F.; SANTO, J. B. 2007. Divergência genética entre acessos de açaizeiro fundamentada em descritores morfoagronômicos. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.42, n.4, p.501-506.

QUEIROZ, J. A. L.; MOCHIUTTI, S. 2001. Plantio de açaizeiros. Macapá: Embrapa Amapá, 8p. (Embrapa Amapá. Comunicado técnico, 55).

ROGEZ, H. 2000. Açaí: preparo, composição e melhoramento da conservação. 1.ed. Belém: Edufpa, 313p.

ROSE, S. 1994. Major ion variation and efflux related to discharge in a mafic Piedmont Province watershed. Hydrological-Processes, v.8, n.5, p.481-496.

SAS INSTITUTE (Cary, Estados Unidos). SAS language and procedures: usage. Version 8.1. Cary, NC, 2000. 1 CD-ROM

VENCOVSKY, R.; BARRIGA, P. 1992. Genética biométrica no fitomelhoramento. Ribeirão Preto: SBG, 496p.




DOI: https://doi.org/10.37856/bja.v88i1.34

Apontamentos

  • Não há apontamentos.