ANÁLISE FAUNÍSTICA DE LEPIDÓPTEROS EM COMUNIDADES NATURAIS NO MUNICÍPIO DE COTRIGUAÇU-MT, BRASIL

Aline Bispo Santos Januário, Otávio Peres Filho, Alberto Dorval, Marcelo Dias Souza, Marcelo Muniz Silva

Resumo


Este trabalho teve como objetivo desenvolver estudos faunísticos de lepidópteros em três ambientes florestais: floresta nativa, mata ripária e área de Capoeira no município de Cotriguaçu, MT. Foram instaladas três armadilhas luminosas em cada ambiente. O período de levantamento ocorreu de julho de 2007 a junho de 2008. Foram determinados os índices faunísticos de dominância, frequência, constância e abundância. A diversidade foi calculada pelo índice de Shannon-Wiener (H’) e a similaridade dos ambientes foi determinada através da análise de Cluster. Coletou-se um total de 1.558 indivíduos, distribuídos em 236 espécies, da qual ocorreram 170, 113 e 107 respectivamente na floresta nativa, mata ripária e capoeira. Floresta nativa apresentou maior número de espécies coletadas com maior índice de diversidade. Capoeira e mata ripária foram ambientes similares. Nenhuma espécie foi dominante e constante nos três ambientes.  


Texto completo:

PDF

Referências


ANDOW, D.A. 1991. Vegetational diversity and arthropod population response. Annual review of entomology, Palo Alto, v. 35, p.561-586

BRASIL. 1982. Ministério das Minas e Energia. Departamento de Produção Mineral. Projeto RADAMBRASIL. Levantamento de Recursos Naturais, v. 20, folha SC 21, Juruena, MT.

CAMARGO, A.J.A. 1999. Estudo comparativo sobre a composição e a diversidade de lepidópteros noturnos em cinco áreas da Região dos Cerrados. Revista Brasileira de Zoologia, Curitiba, v. 16, n. 2, p. 369-380

CLEMENTE, A.T.C. 1995. Análise de populações de Lepidoptera em comunidades florestais de Araucaria angustifolia, Eucalyptus grandis e Pinus taeda. Curitiba: UFPR, 1995, 75 p. Dissertação. (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná.

DAJOZ, R. 1973. Ecologia geral. Petrópolis, EDUSP. Vozes, 474 p.

DINIZ, I.R.; MORAIS, H.C.; CAMARGO, A.J.A. 2001. Hosts plants of lepidopteran caterpillars in the Cerrado of the Distrito Federal, Brasil. Revista Brasileira de Entomologia, v.45, p-107-122

DORVAL, A. 1995. Análise faunística e flutuação populacional de lepidópteros em Eucalyptus urophylla e Eucalyptus cloeziana em Montes Claros, MG. Viçosa. 1995. 80p. Dissertação (Mestrado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG.

FERREIRA, P.SF.; MARTINS, D.S. 1982. Contribuição ao método de captura de insetos por meio de armadilha luminosa, para obtenção de exemplares sem danos morfológicos. Revista Ceres, v.29, p.538-543

FREITAS, A.V.L.; FRANCINI, R., BROWN JR., K.S. 2003. Insetos como indicadores ambientais. In: CULLEN JR., L. RUDRAN, R.; VALADARES-PADUA, C. (Ed.). Manual Brasileiro em Biologia da Conservação. Curitiba: Editora da UFPR. Fundação O Boticário de Proteção à Natureza, p. 125-148

HILL, M.O. 1973. Diversity and evenness: a unifying notation and its consequences. Ecology, Ithaca, v. 54, p. 427-431

HILT, N. 2005. Diversity and species composition of two different moth families (Lepidoptera: Arctiidae vs. Geometridae) along successional gradient in the Ecuadorian Andes. 2005. 251p. Tese de doutorado - Universidade de Bayreuth. Alemanha.

JOST, L. 2006. Entropy and diversity. Oikos, Lund, v. 113, n. 2, p. 363-375

LIMA, W.P.; ZAKIA, M.J.B. 2000. Hidrologia de matas ciliares. In: RODRIGUES, R.R.; LEITÃO FILHO, H.F. ed. Matas ciliares: conservação e recuperação. São Paulo: EDUSP/ Fapesp, cap.3, p.33-44

MARINONI, R.C.; DUTRA, R.R.C.; MIELKE, O.H.H. 1999. Levantamento da fauna entomológica no Estado do Paraná. IV. Sphingidae (Lepidoptera). Diversidade alfa e estrutura de comunidade. Revista Brasileira de Zoologia, Curitiba, v. 16, (Supl. 2), p. 223-240

MOTTA, P.C. 2002. Butterflies from the Uberlândia region, central Brazil: species list and biological comments. Brazilian Journal of Biology, São Carlos, v.62, n.1, p.151-163

PRICE, P.W. 1975. Insect ecology. New York: J. Wiley, 514 p.

SAKAGAMI, S.F.; LAROCA, S. 1967. Observations on the bionomics of some neotropical Xylocopini bees, with some comparative biofaunistic notes (Hymenoptera, Anthophoridae). Jour. Fac. Sci., Hokkaido, v.18, p.57-127

SANTOS, G.P.; ZANUNCIO, T.V.; VINHA, E.; ZANUNCIO, J.C. 2002. Influência de faixas de vegetação nativa em povoamentos Eucalyptus cloeziana sobre população de Oxydia vesulia (Lepidoptera: Geometridae). Revista Árvore, Viçosa, v. 26, p. 499-504

SILVA, M. M. 2009. Diversidade de insetos em diferentes ambientes florestais no município de Cotriguaçu, estado de Mato Grosso. Cuiabá. 2009. 48p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá-MT.

SILVEIRA NETO, S.; NAKANO, O.; BARBIN, D.; VILLA NOVA, N.A. 1976. Manual de ecologia dos insetos. Piracicaba: Ceres, 419 p.

SILVEIRA NETO, S.; SILVEIRA, A.C. 1969. Armadilha luminosa modelo “Luiz de Queiroz”. O Solo. Piracicaba, v.61, n.2, p.19-21

WOOD, B.; GILMAN, M.P. 1998. The effects of disturbance on forest butterflies using two methods of sampling in Trinidad. Biodiversity and Conservation, vol.7, p.597–616.




DOI: https://doi.org/10.37856/bja.v88i2.72

Apontamentos

  • Não há apontamentos.